sábado, 18 de junho de 2011

LEMBREM DE MIM....

Lembrem de mim como de um que ouvia a chuva.
Como quem assiste missa.
Como quem hesita, mestiça,
Entre a pressa e a preguiça.
Acordei bemol...
Tudo estava sustenido...
Sol fazia...
Só não fazia sentido...”
(
Paulo Leminski)


Sorria sempre... para não dar aos que te invejam, o prazer de te ver triste.
 Mas sim!!! Para dar aos que te amam, a certeza de que és feliz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita, fique à vontade e deixe seu comentário. Eu vou amar! Beijos